quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Assim...do nada ela veio...


  Pronto!!! stressei!


  Em questão de segundos uma puta diplomada conseguiu estragar meu dia.
  Justo essa semana q estava indo tudo tão bem...desde domingo.

  Por causa de uma simples bobagem pessoas que se acham superior a vc te trata feito cachorro só pq paga o seu salário, mais, se assim eu for tratada, me comporto como tal: rosnar, latir e até morder.

  O pior de tudo é que ela sabe que trabalho atendendo ao publico e preciso estar bem para que essa bosta aqui funcione. Mais não, ao invés disso, não mede palavras, aponta seu dedo sujo e me ofende.
E agora? Como posso terminar o dia assim?

  Ainda faltam 2:00 hs pra que essa tortura acabe. Tenho que me controlar. Enquanto isso, prometo pra mim mesma que ela nunca mais irá derramar uma lagrima se quer dos meus olhos. Nem no dia em que me mandar embora.
  O ódio virou veneno que agora escorre...

  Manter as aparências ñ é o meu forte, ñ consigo mais tenho q tentar.
  Afinal, ninguém aqui tem culpa....só ela.

  Pra quê uma parede cheia de diplomas se não tem ética?
  Nem eu. nem eu.

  Agora sim vou explodir.

  Me mate mais ñ tente me bajular depois do leite derramado. Depois de tudo que me disse. Depois de tudo o que fui forçada a ouvir. Odeio que finja que nada aconteceu e fique puxando papinho comigo com sorrisos falsos e palavras doce. Posso até tentar, mais sei que ñ vai sair nada de mim.
Por mais falso que seja.

  É melhor que eu fique séria. Isso! Ficar séria.
  Não adianta, ela continua com aquele blá, blá, blá meloso (rsrsrsrs)
  Tá me dando ânsia. Não consigo nem olhá-la na cara.

  Contando até 10, e respirando fundo.
  Voltando a ser a velha lolla zen de sempre.
  Bom, já que ela ñ se cala, finjo que ouço, balanço a cabeça e abro a boca pra que saia alguns sim, não, talvez...enquanto digito. Agora só me faltam 37 minutos.

  Pelo menos esse desabafo tá me aliviando. Agora simmmm, o sorriso falso até saiu.
  Santo remédio é blogar. Terapia gratuita. Era tudo o que eu precisava.
  Logo agora que o veneno começava a escorrer pelo canto da boca ela se vai.

  Melhor assim.
  E pra ñ deixar barato, ao me dar as costas lhe dou um dedo.
  Aquele dedinho feio e malcriado.

 ...Sem mais.

P.s: e pra quem ñ entendeu...não precisa. Nem vale apena!
Foi só um momento súbto de raiva com a minha chefe.
Mais essa ela me paga. Ôôôô se paga!

21 Comments:

  1. Anaah said...
    que chato isso, mas eu acho que ficar nervosa assim só piora :\
    ah, adorei o blog :) beeijo
    O Profeta said...
    ...Às vezes uma intensa alucinação
    Em que viajas pelo meu eu
    Às vezes o mundo fica em espera
    Da união do mar com o céu

    Onde param os teus anseios
    Onde encontras a sublime calma
    Nestes dias de dura tormenta
    Onde aqueces a tua alma?

    Voa comigo...


    Mágico beijo
    Vera said...
    Oi Lolla
    Obrigada pela visita. O teu blog é lindo e já me diverti muito, principalmente com o desabafo no trabalho...rs
    Beijossssssss
    Babih Xavier said...
    aaah chefes são desgrassentos
    pena que dependemos deles pra receber salário \o

    amei o blog ^^
    Juh said...
    Guria nem tenho que te dizer, tô uma pilha hoje também.. kkk

    :**** melhoras!
    Juliano said...
    Mas ela me paga.! oakdooaskodkaosdkoasdoakssd

    Beijoooos Lolla.!
    CooKie said...
    olha, relaxa, tudo pelo salário no final do mês!

    ok??
    manda aquele acara se f**e pq ele num pode fazer isso!

    pronto! falei!
    rsrsr
    Bruna Carvalho said...
    Bem vinda ao meu mundo! rs..e realmente o blog eh um santo remedio!! Respire fundo e extravase sua raiva de algum jeito...so nao a deixe permanecer por muito tempo ai dentro! bjos1
    Desabafando said...
    Que chato isso...detesto chefe que se acha, e que acha que tem o direito de pisar nos outros....odeio gente assim...será que não é hora de vc arrumar um emprego melhor? com uma chefe melhor? pq aguentar isso ninguém merece!
    Dea アンドレア said...
    huahuahua Imagino a sua raiva. Ainda bem que vc conseguiu respirar e contar até 10!!
    bjoss
    Luh* said...
    aih imagino como deve ser foda essa vida de trabalhar e ouvir um monti de marda! eu ainda nunca travbalhei, mais a vida é assim né!

    beijos
    A Magia da Noite said...
    as vezes há quem não se lembre que vivemos numa comunidade, e que uma comunidade é feita de várias pessoas, independentemente de serem ou não diplomadas, que merecem o nosso melhor respeito.
    Elaine Barnes said...
    Olá! Que belo desabafo em! Como é bom conseguir colocar as emoções nas pontas dos dedos né? Ainda bem que melhorou, conseguiu transformar a raiva em palavras. Na verdade é uma energia poderosa capaz de transformar nossas vidas quando bem empregada assim como você fez. Se tivesse agido nessa emoção talvez tivesse feito uma besteira com alguém que nem vale a pena. Perfeito! Parar, escrever enquanto o sangue ferve ordenanando os pensamentos e a ira. Parabéns pelo desabafo. Quem não passa por isso né!? tem gente que só sente-se vivo quando pisa na cabeça dos outros pra se sobressair, pois não tem nada pra mostrar. Se alimentam das nossas lágrimas. Com isso a gente aprende uma lição pra vida toda:" As pessoas tem a importancia que damos a eleas." Quando você retira dela esse poder, ela não é nada e você não sofre mais. Tira de letra.Adorei você bjs
    Liciane said...
    ai que nojo, te xinga e depois vem puxar papinho....
    éca!!!
    Não finja mesmo amiga! Afinal vc não gostou.

    Bom, amanhã é um novo dia!

    Vou te seguir tbm!! ( e vou contar até 10 antes de me olhar no espelho sim, ótima dica!! hahahaha)

    Beijos
    Erica Vittorazzi said...
    Lolla, realmente escrever é uma santa terapia. Não fique assim não, porque você vai ter que conviver com ela, não?
    Erica Vittorazzi said...
    Lolla, realmente escrever é uma santa terapia. Não fique assim não, porque você vai ter que conviver com ela, não?
    Erica Vittorazzi said...
    Lolla, realmente escrever é uma santa terapia. Não fique assim não, porque você vai ter que conviver com ela, não?
    Patrícia said...
    Já passei por situações muito parecidas com essa, só lamento a mediocridade das pessoas...
    Patrícia said...
    Já passei por situações muito parecidas com essa, só lamento a mediocridade das pessoas...
    Edu. said...
    Tente não ligar, minha amiga soteropolitana!!!

    Um "Dr." ou um "Dra." antes do nome (muitas vezes até mesmo um "Prof."...) faz com que certas pessoas percam um pouco da humildade e do saber tratar as pessoas.

    Aliás, sobre isso exatamente, como tratar as pessoas, foi o assunto postado ontem no meu blog.

    Conselho prá essas ocasiões: leve sempre com você uma pimenta dedo de moça fresca. Na hora da raiva, pegue a pimenta e sinta todo seu aroma, todo o seu frescor. Se gostar de pimenta, morda a pontinha e deixe-a na boca um tempo, para que ela te encha de energia positiva e te faça recobrar o bom humor. Traga à memória doces lembranças de já ter saboreado uma gostosa pimentinha numa alegre refeição em boa companhia. Esqueça o desafeto e lembre-se de que mesmo uma doce pimenta às vezes pode nos machucar (você como boa baiana que é, já deve ter tido o dissabor de, algum dia, por distração, levar o dedo ao olho depois de ter tocado alguma pimenta e sabe do que eu estou falando).

    Beijo
    Marcela Reinhardt said...
    bah... acho que te entendo... segunda eu trabalhei 10h e minha "chefe" foi tudo o que podia ser grossa comigo, desde de nao querer que eu almoçasse... e por ai vai...
    cara eu fiquei com tanto odio ...
    nos funcionarios, muitas vezes, nao somos valorizados... chefes que so conversam com um funcionario para xingar nao deveriam ser chefes....

Post a Comment